Neste momento são pelo menos 600 mil os carros que circulam nas estradas portuguesas sem ter feito a inspeção, devido ao prolongamento excecional do prazo, em consequência da pandemia de COVID-19. Os automóveis cujo período para a inspeção decorre entre 13 de março e 30 de junho de 2020 viram a validade prorrogada por cinco meses, contados da data da matrícula.

Se for o seu caso e quiser tratar de regularizar a situação em breve, tenha atenção a alguns aspetos para reduzir as possibilidades de ser reprovado. Faça uma pequena vistoria em casa, antes de se deslocar ao centro de inspeções, para se assegurar do bom funcionamento da viatura.



Aspetos que pode verificar previamente:



  • Assegurar que as luzes da viatura estão alinhadas e a funcionar na perfeição, bem como os cintos de segurança

  • Ter atenção às escovas limpa para-brisas e ver se não estão desgastadas. Assegure-se também de que o líquido de limpeza está reposto

  • Verificar o estado dos pneus do automóvel. É importante que estejam com a pressão correta, recomendada pelo fabricante, e que o relevo esteja de acordo com o livrete

  • O colete refletor e o triângulo devem estar no veículo e em boas condições

  • Estar atento a possíveis fugas de óleo ou no sistema de travagem. Pode perceber facilmente esta situação através de manchas no chão onde o automóvel fica estacionado.

  • Testar indícios de problemas relacionados com o alinhamento da direção ou a suspensão do carro, nomeadamente nos amortecedores

  • Prestar atenção às luzes do painel de instrumentos e a alguma possível anomalia

  • Certificar-se que a chapa da matrícula está bem visível e em bom estado





O que necessita de levar consigo:



  • Certificado de matrícula (livrete) e título de registo de propriedade, que agora foram substituídos pelo DUA (Documento Único Automóvel)

  • Ficha da última inspeção realizada